Comissão Especial da Reforma Tributária realiza seminário em parceria com COFEM/SC

Comissão Especial da Reforma Tributária realiza seminário em parceria com COFEM/SC

A Comissão Especial que debate a modernização na legislação tributária se reúne semanalmente para ouvir de convidados e da sociedade civil contribuições para a redação final da PEC 45/2019. Seguindo o seu cronograma, também realizará seminários fora do âmbito da Câmara para agregar o assunto.

Deste modo, o deputado federal Celso Maldaner (MDB/SC), membro titular da Comissão, subscreveu um requerimento do colega parlamentar Darci De Matos (PSD-SC), que foi aprovado para a realização de um dos encontros em Florianópolis, em parceria com o COFEM – Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina, que vai contar com a participação já confirmada do idealizador do projeto em pauta, o economista Bernard Appy, além dos convidados para debater – Paulo Rabello de Castro – Ex-presidente do IBGE e BNDES, Paulo Eli – Secretário de Estado da Fazenda e Rafael Horn – Presidente da OAB/SC e como moderador Diogo Nicolau Pítsica – Associação dos Advogados Tributaristas.

“Estamos convergentes da necessidade da aprovação da reforma, porém ainda temos alguns assuntos para esclarecer à exemplo do aumento da carga tributária na prestação de serviços para o consumidor final, pois não queremos aumentar tributos, mas sim tornar o país mais competitivo e menos burocrático, gerador de emprego e renda”, explica o deputado.

Para ele, é muito importante ouvir a contribuição dos empresários, empreendedores e da sociedade civil sobre as mudanças necessárias, visto que o atual sistema tributário é falho e injusto na arrecadação de impostos. “É preciso ousar mais para tirar o Brasil desse emaranhado de tributos sobre o consumo, guerra fiscal entre os entes federados e tributação sobre a renda profundamente regressiva, e nos alinhar com os modelos de tributação existentes no resto do mundo desenvolvido”, defende Maldaner.

O texto pretende propor um sistema tributário no modelo europeu, baseado em um imposto de renda federal, um imposto sobre valor agregado e um imposto seletivos estaduais (mas com legislação federal), e impostos sobre o patrimônio municipais (alguns com legislação federal).

O encontro está marcado para o dia 11 de novembro a partir das 13h30 na sede da FIESC em Florianópolis.

Compartilhe com amigos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Newsletter

Newsletter

Vídeos