Maldaner apresenta projetos de auxílio ao combate do Coronavírus

Preocupado com a situação que o país enfrenta em relação ao COVID-19, o deputado federal Celso Maldaner (MDB-SC), elaborou e irá apresentar dois projetos e um requerimento com o intuito de contribuir com as ações que estão sendo tomadas, visando principalmente à saúde e o bem estar da população.

O primeiro é um Projeto de Decreto Legislativo que tem como objetivo autorizar a remuneração paga aos parlamentares, o subsídio no valor de 33.763,00 (trinta e três mil, setecentos e sessenta e três reais) a ser destinado para o Sistema Único de Saúde (SUS), a fim de assistir a saúde pública brasileira, nos casos de Pandemia e Calamidade Pública.

O segundo, um Projeto de Lei que visa à redução de impostos aos produtores de álcool gel, com a finalidade de garantir um preço mais acessível à população, sendo este uma dos principais meios de combate ao contágio do vírus.

“Acredito que neste momento cada pessoa que puder contribuir, nem que seja com pequenas ações, estará fazendo a diferença. Como representante do povo, não poderia deixar de apresentar estas ideias, para que sejam analisadas, discutidas e quem sabe melhoradas na Câmara dos Deputados e beneficiem o maior número de pessoas possível”, explica Maldaner.

Por fim, o deputado irá encaminhar um requerimento à Secretaria Especial da Receita Federal, solicitando a prorrogação do prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda em 45 dias.

“Os cidadãos necessitam, em muitos casos, de juntar e organizar seus documentos da maneira mais eficiente possível, a fim de garantir a clareza na entrega da documentação e para que isso ocorra, muitos precisam de tais declarações físicas, que ora está em bancos, cooperativas ou entidades terceirizadas, como os planos de saúde e para ter acesso aos mesmos, é necessária a presença física do indivíduo. Como tais estabelecimentos estão com acesso restrito, fica impossibilitado ao cidadão ter o acesso”, comenta o parlamentar.

Os projetos ainda não foram protocolados, pois o parlamentar está cumprindo com a recomendação do Ministério da Saúde de ficar em casa, porque está na faixa de risco devido a idade. Mesmo assim, nos próximos dias a Câmara dos Deputados irá disponibilizar um acesso para protocolos e votações digitais a distância, como foi feito na sessão do Senado Federal do dia 20/03 – sexta, que apreciou e aprovou o decreto legislativo de calamidade pública no país.

Compartilhe com amigos

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Newsletter

Newsletter

Vídeos